hoqueipatins.pt

Hóquei em Patins - 2015/2016

     

 

SUPER-TAÇA
ANTÓNIO LIVRAMENTO

O Sporting conquistou a Supertaça António Livramento com uma vitória sobre o Benfica por 2-4.

Os encarnados entraram melhor na decisão que teve lugar em Aljustrel e chegaram a uma vantagem de dois golos por intermédio de João Rodrigues e Diogo Rafael. Mas ainda na primeira parte – mais conseguida pelo Benfica – André Centeno não desperdiçou uma situação de contra-ataque para reduzir para a diferença mínima antes do intervalo.

Na segunda parte entrou melhor o Sporting e, logo aos três minutos, André Centeno marcou para João Pinto logo depois igualar a partida. João Pinto (eleito no final melhor jogador da partida), numa jogada de insistência, fez o 2-3 minutos mais tarde.

O Benfica procurou sempre o empate mas foi perdulário e “esbarrou” em Ângelo Girão mas também em José Diogo Macedo, que substituiu – com brilho – o habitual dono da baliza leonina quando este viu o azul.

A Supertaça António Livramento ficaria sentenciada a menos de minuto e meio do final. O guarda-redes do Benfica, Guillem Trabal viu o cartão azul, e Luís Viana não desperdiçou perante António Mendonça, que substituiu Pedro Henriques – a cumprir castigo – nos convocados.

Com este 2-4 numa partida empolgante e perante casa cheia, o Sporting conquistou a sua segunda Supertaça, a primeira sob a denominação António Livramento. Os leões tinham conquistado a Supertaça na primeira edição da prova, em 1983.

SL Benfica, 2
Guillem Trabal (gr), Valter Neves, Tiago Rafael, Jordi Adroher e Marc Torra [cinco inicial], Carlos Nicolía, João Rodrigues (1), Diogo Rafael (1) e António Mendonça (gr). Treinador: Pedro Nunes.

Sporting CP, 4
Ângelo Girão (gr), Estebán Abalos, André Centeno (2), João Pinto (1) e Cacau [cinco inicial], André Moreira, Ricardo Figueira, Luís Viana (1), Daniel Oliveira e José Diogo Macedo (gr). Treinador: Nuno Lopes.

Acção disciplinar: Cartão azul a Ângelo Girão, Luís Viana, André Centeno (Sporting CP) e Guillem Trabal (SL Benfica).

Marcha do marcador: 1-0 João Rodrigues, 2-0 Diogo Rafael, 2-1 André Centeno (1ª parte); 2-2 João Pinto, 2-3 João Pinto, 2-4 Luís Viana (2ª parte).

Texto FPP.pt

Declarações
Nuno Lopes Pedro Nunes André Centeno

  

 

 

     

 

 

SUPER-TAÇA
FEMININA