20 de junho de 2021

 

Quando se tem uma agenda muito preenchida, nem sempre é fácil cumprir todos os nossos compromissos.

Como eu afirmo reiteradamente, um reformado não tem tempo para nada.

Nem férias têm!

Estes últimos dias foram com o microfone de chinelos, quase dez horas de narração diárias, que não me deixaram tempo para a Crónica de ontem.

Hoje esforcei-me, o apuramento para o Mundial da próxima semana – onde não vou estar – colaborou e arranjei algum tempo para escrever as habituais palermices.

No início de julho ainda será pior!

 

O OLHA PARA O RELÓGIO, com os pés cheios de areia, esteve muito atento ao jogo quatro do play-off.

Golo lá, golo cá, a minha previsão – ver Crónica de 12 de junho – foi ao lado.

Aquela ideia do campeão só ser conhecido a 27 de junho, caiu por terra.

Mas acho mal.

Se são cinco jogos, é para jogar os cinco jogos!

Deve ser por isso que não acerto no Placard.

 

Também esteve na Nazaré, mas ficou muito chateado comigo.

O OLHA queria comentar comigo.

“Percebes alguma coisa de futebol de praia”, perguntei-lhe.

“Não”, respondeu, “mas só queria ajudar”.

“Então ficas encarregue de comprar umas cervejas”, disse-lhe eu.

O OLHA levou a sério e elas nunca faltaram.

E fresquinhas!

 

Não nos conhecemos, mas temos uma coisa em comum.

Um apelido.

Vamos conhecer uma alentejana NO FORA DO RINQUE de hoje.

 

Nome Completo: Carolina Paulino Cavaco

Clube atual: APAC Tojal

Alcunha (se tiver): Carol

Idade: 20

Local de Nascimento: Beja

 

Clube estrangeiro futebol: Real Madrid

Jogador português futebol:  Cristiano Ronaldo

Jogador estrangeiro futebol: Não tenho

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: João Félix

Prato: Pizza

Sobremesa: Cheesecake de frutos vermelhos

Bebida: Água

Filme: A Star is Born

Ator: Não tenho

Atriz: Não tenho

Série televisiva: La Casa de Papel

Livro: Não tenho

Cidade portuguesa: Lisboa

Cidade estrangeira: Barcelona

Animais de estimação: Peixinhos :)

Jogo de computador/consola: Não tenho

Hobbies: Hóquei em Patins

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: O momento que nunca vou esquecer foi quando soube que tinha sido convocada para o “Projeto Observar e Validar Futuro” em 2018, pois iria ter a possibilidade de treinar com atletas que eu admirava. Esta experiência fez-me evoluir na modalidade e continuar a acreditar que com esforço, dedicação e perseverança podemos conseguir alcançar todos os nossos objetivos.

 

O VELHO de hoje não me deu muito trabalho a escolher.

Vai direitinho para o Engº Gilberto Borges, o mentor do regresso do Sporting Clube de Portugal à modalidade.

Apesar do seu esqueleto nem sempre estar de acordo com ele, a sua enorme força de viver transmite-se à Instituição.

Parabéns por mais um título.

 

#molhadasemprecommáscara

 

13 de junho de 2021

 

Como eu costumo dizer, o mundo do hóquei é muito pequeno, quase todos nos conhecemos.

Quando o Ricardo começou a jogar no Alverca, ele já estava em Paço de Arcos.

Chana, o seu Pai – já falecido – era diretor do clube e disse-me um dia: “Vou convencer o meu filho a treinar a equipa do teu filho”.

E conseguiu.

Foi assim que criei a amizade com o Valter Neves.

Acho que é daqueles jogadores que são verdadeiros exemplos, dentro e fora do rinque.

Nunca o vi ter uma atitude antidesportiva com um adversário, sendo um verdadeiro líder dentro do rinque.

Aos 37 anos vai arrumar o aléu e os patins.

Eu já estou com saudades de o ver a jogar.

Grande abraço Valter.

 

O OLHA PARA O RELÓGIO continua na luta pelo título.

Depois de andar para cima e para baixo nos dois primeiros jogos, estes dois são jogados no Dragão.

No de hoje tivemos uma novidade.

Venceu o forasteiro, que nunca teve a perder e quer festejar na casa dos azuis-e-brancos já na próxima semana.

Eu mantenho a minha previsão.

Título só no João Rocha.

 

Na escala para este fim de semana O OLHA devia estar atento ao derby eterno das equipas B.

Mas como marcaram isso para nove da noite, ele logo me disse: “Vamos lá ver se não adormeço a meio”.

Ralhei com ele e disse-lhe para ter juízo.

Esta manha perguntei-lhe: “Estão, como correu o Benfica – Sporting?”

Envergonhado, lá me disse “Só vi até ao 2-0!”

 

Vinte anos depois – apesar de ser um puto – vai deixar a sua equipa de sempre.

Vamos lá saber como ele é NO FORA DO RINQUE de hoje.

 

Nome Completo: Carlos Daniel Aleixo Loureiro

Clube atual: Hóquei Clube de Braga

Alcunha (se tiver): Não tenho

Idade: 24 anos

Local de Nascimento: Braga

 

Clube estrangeiro futebol: FC Barcelona

Jogador português futebol: Cristiano Ronaldo

Jogador estrangeiro futebol: Lionel Messi

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Ricardinho (futsal)

Prato: Um bom churrasco (carne e peixe)

Sobremesa: Cheesecake de Caramelo Salgado

Bebida: Coca Cola

Filme: Saga Harry Potter

Ator: Morgan Freeman

Atriz: Jennifer Lawrence

Série televisiva: Sons of Anarchy

Livro: The Power of Habit

Cidade portuguesa: Braga

Cidade estrangeira: Barcelona

Animais de estimação: Cão

Jogo de computador/consola: FIFA

Hobbies: Jantar fora com colegas, ver filmes e séries, ver jogos de outras modalidades e acima de tudo adoro viajar e conhecer novas culturas

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futsal ou Andebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Primeiro golo pelos seniores do HC Braga e a primeira internacionalização por Portugal (sub-17 - Europeu 2013).

 

O VELHO de hoje vai ser atribuído ao vivo.

Como fui fazer a narração do Grândola vs Alenquer, resolvi – antes do jogo – dá-lo ao melhor jogador em campo, na minha modesta opinião.

Deixada a explicação, não foi nada fácil a eleição.

Depois de alguma hesitação, Alessandro Guzzo leva o prémio para casa.  

 

#molhadasemprecommáscara

 

12 de junho de 2021

 

Muitas são as vezes que oiço esta exclamação: “Eh pá, ainda há dias ouvi essa história!”.

A maioria da rapaziada associa estas repetições à idade.

Não estou tão certo disso.

Até acho que deveria ser ao contrário.

Com mais anos de memórias, o disco começava a ficar muito cheio, as mais antigas começavam a ficar deterioradas e eram as mais recentes que saltavam para o papel.

São duas versões do funcionamento do cérebro humano.

Como o meu ainda vai funcionado bem e não quero escrever nenhuma história repetida, hoje fico por aqui.

Para aprenderem a não gozar com o Velho!

 

O OLHA PARA O RELÓGIO até trabalha no Dia de Portugal!

A 10 de junho chegou a hora do segundo jogo da final do play-off, com a rapaziada do aléu a receber a dobrar.

No meu tempo de trabalhador por contra de outrem era assim.

Um bocadinho mais a sério.

Vitória de quem jogou em casa, com uma pequena diferença.

O FC Porto esteve sempre à frente no jogo 1, enquanto que no 2, o Sporting deu dois de avanço no João Rocha, mas ganhou sem espinhas.

Vai um palpite.

Nome do campeão só a 27 de junho.

Será que vou acertar?

 

O OLHA por vezes distrai-se a olhar para as saias das nuestras hermanas.

Deve ter sido o que aconteceu no último domingo.

O guarda-redes do Clube Académico da Feira, Nuno Magalhães, defendeu 3 livres diretos e 6 penáltis, uma verdadeira crueldade para o rapaz, uma anormalidade num jogo de hóquei.

Não levou O VELHO a semana passada, mas fica com ele hoje, com retroativos.

 

Tem uma alcunha de craque da bola, mas é com o aléu que fatura.

Vamos lá conhecer a Maria Inês NO FORA DO RINQUE de hoje.

 

Nome Completo: Maria Inês Barbosa Ferreira

Clube atual: AD Sanjoanense

Alcunha (se tiver): Marega

Idade: 26

Local de Nascimento: Santa Maria da Feira

 

Clube estrangeiro futebol: Manchester United

Jogador português futebol: Bruno Fernandes

Jogador estrangeiro futebol: Marega

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Reinaldo Ventura

Prato: Sushi

Sobremesa: Petit Gâteau

Bebida: Água

Filme: O Lobo de Wall Street

Ator: Leonardo Dicaprio

Atriz: Megan Boone

Série televisiva: The Blacklist

Livro: Foco – Daniel Goleman

Cidade portuguesa: Porto

Cidade estrangeira: Barcelona

Animais de estimação: Cães

Jogo de computador/consola: FIFA

Hobbies: Ler e ver séries.

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Final da Taça de Portugal em 2013, jogo onde conquistei o primeiro título da minha carreira.

 

Como já perceberam hoje vamos ter dois prémios.

Para haver paridade, até porque tivemos quatro jogos dos quartos de final da Liga feminina, a segunda distinção deste sábado vai para uma jovem.

Tem 20 anos, joga na Académica, fez um hat-trick em Vila Franca de Xira, decisivo para levar as estudantes para as meias-finais.

Catarina Costa leva O VELHO para casa.

 

#molhadasemprecommáscara

 

6 de junho de 2021

 

Foram muitas as vezes que fiz a cronometragem de jogos.

Eram sempre momentos de tensão, pois os delegados da equipa contrária nem sempre conseguiam estar em silêncio.

Este era um local onde gostava de estar, pois a responsabilidade do momento, fazia com que tivesse sempre caladinho e concentrado.

Numa das primeiras vezes que ocupei essa posição no jogo – no pavilhão do Gaiato, em São Julião do Tojal – o pai de um dos jogadores do Sporting veio ter comigo no final do jogo.

“O meu amigo faz isso há pouco tempo?”, questionou-me ele.

Disse-lhe que sim, que já tinha feito no Alverca, mas poucas vezes.

“Percebe-se”, afirmou ele com um sorriso maroto.

“Mas fiz alguma coisa mal?”, perguntei-lhe.

Então ele lá me explicou: “Quando estamos a ganhar, por vezes, esquecemo-nos de parar o relógio. Se a coisa estiver difícil para o nosso lado, por vezes ele tem dificuldade em arrancar”.

Tomei a devida nota, mas nunca usei este estratagema.

 

Este vai ser o foco do O OLHA PARA O RELÓGIO, quando esta época esquisita rola para o fim.

A final da 1ª divisão.

A luta começou hoje no Dragão, sendo que vou espremê-la pelo lado disciplinar.

Os azuis-e-brancos foram melhores, no que aos amarelos arrecadados diz respeito, com uma vitória de 5 a 2.

Já nos azuis, aí tivemos um empate a dois, sendo que tivemos um simultâneo, quando Di Benedetto convidou Pérez para beber uma jola.

Ou será que eram duas?

No dia de Portugal há mais.

 

Como O OLHA é mais discreto e mais distraído, só hoje descobriu que o play-off feminino – com o formato dos barbudos – só começa na quinta-feira.

As inscrições terminaram hoje e CH Carvalhos ficou com o último bilhete.

 

NO FORA DO RINQUE de hoje vamos ter mais um jogador que começou no pavilhão de Monte Santos, em Sintra.

Cerebral lá dentro, vamos ver como ele é do lado de fora.

 

Nome Completo: Guilherme Chança Silva

Clube atual: Associação Desportiva de Valongo

Alcunha (se tiver): Gui

Idade: 26

Local de Nascimento: Lisboa

 

Clube estrangeiro futebol: Real Madrid

Jogador português futebol: Cristiano Ronaldo

Jogador estrangeiro futebol: Neymar

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Ricardinho

Prato: Lasanha

Sobremesa: Não tenho

Bebida: Ice tea

Filme: Limitless

Ator: Tom Hardy

Atriz: Angelina Jolie

Série televisiva: Prison Break

Livro: Não tenho

Cidade portuguesa: Porto

Cidade estrangeira: Roma

Animais de estimação: Cadela

Jogo de computador/consola: Apex

Hobbies: Surf

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Futebol

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Final da Taça de Portugal em Tomar, quando perdemos contra o FC Porto a 40 segundos do fim do prolongamento.

 

Paulatinamente o Parede vai reforçando a sua candidatura à subida direta de divisão.

Sendo a única equipa sem derrotas na Zona Sul, para a vitória de hoje em Grândola muito contribuíram os quatro golos de André Gaspar.

Para ele vai O VELHO deste domingo.

 

#molhadasemprecommáscara

 

5 de junho de 2021

 

No torneio que falei no domingo passado – na Mealhada - estavam presentes as equipas de Infantis e Iniciados do Sporting.

Uma deslocação que implicava dormir por lá uma noite – ficámos nos Três Pinheiros – aumenta o nível inventivo, principalmente dos mais velhos.

O Paulo Rodrigues era o seccionista – eu e o Carlos Dias dos mais novos – e já sabia que a tarefa não ia ser fácil.

Além do material para jogarem, um deles lembrou-se de levar uma aparelhagem de som, talvez para ajudar ao descanso.

Quando o Paulo começou a passar a revista às tropas, para ver se toda a gente estava a dormir, apercebeu-se que havia quartos sem ninguém.

Pois é, a maioria deles tinha-se concentrado naquele onde estava a música, mas não só.

Também luzes, como se uma mini discoteca se tivesse instalado ali.

Lembras-te Cazé?

 

O OLHA PARA O RELÓGIO, ao contrário do que parece, não descansa durante a semana.

Depois das conclusões que obtive – de forma científica – sobre os quatro jogos entre o FC Porto e Benfica no play-off, na partida decisiva, depois de um estudo exaustivo, concluí que foi apurada a única equipa que venceu um jogo sem sofrer golos.

Se soubessem o trabalho que isto me deu!

 

O OLHA não podia deixar de passar em branco este regresso ao rinque, como jogador.

Eu sei o que vocês vão dizer.

Só falaste nisso por ser o Ricardo, ou já houve outros jogadores que voltaram, depois de terem arrumado os patins, mas não escreveste nada sobre eles.

Pois é verdade, mas nenhum deles era meu Filho.

 

NO FORA DO RINQUE de hoje vamos conhecer uma miúda que não passa cartão ao futebol, mas não se esquece do primeiro que viu.

 

Nome Completo: Alice Martins Domingues

Clube atual: APAC Tojal

Alcunha (se tiver): Não

Idade: 20

Local de Nascimento: Cascais

 

Clube estrangeiro futebol: Não acompanho o futebol

Jogador português futebol: Não acompanho o futebol

Jogador estrangeiro futebol: Não acompanho o futebol

Jogador de outra modalidade, português ou estrangeiro: Hélder Nunes

Prato: Lasanha da minha Mãe

Sobremesa: Cheesecake

Bebida: Limonada

Filme: O Código da Vinci

Ator: Will Smith

Atriz: Angeline Jolie

Série televisiva: Gambito de Dama

Livro: Não tenho

Cidade portuguesa: Lisboa

Cidade estrangeira: Paris

Animais de estimação: Cão

Jogo de computador/consola: Não tenho

Hobbies: Costura e fotografia

Outra modalidade desportiva, se não fosse o hóquei: Natação

Aquele momento ou jogo, de hóquei, que nunca vais esquecer: Quando levei o meu primeiro cartão azul

 

No dia em que o calendário de sábado esteve mais reduzido do que é normal, o destaque de hoje vai para o Marcelo Araújo, guarda-redes do Sporting de Torres.

Na luta pela manutenção, defender um penalty a 22’’ do fim, garantindo os três pontos, dá-lhe direito a levar O VELHO para casa.

 

#molhadasemprecommáscara